GILBUEENSES PARTICIPAM DE SEMINÁRIO SOBRE CRÉDITO FUNDIÁRIO

Compartilhar


Data: 19/11/2021


A Fundação de Proteção ao Meio Ambiente e Ecoturismo do Estado do Piauí, promoveu na última quarta-feira, dia 17 de novembro, em Teresina, Seminário sobre Políticas de Crédito Fundiário e seus Desafios para Diminuir as Desigualdades Sociais e Econômicas no Piauí, bem como para o fortalecimento do PNCF (Programa Nacional de Crédito Fundiário) - o Terra Brasil.
O Terra Brasil oferece condições para que os agricultores sem acesso à terra ou com pouca terra adquiram seu imóvel rural por meio de serviço público digital que facilita a aquisição de terras e a infraestrutura básica e produtiva. Poderão participar do programa, quando este estiver aprovado e funcionando, pessoas entre 18 (dezoito) e 70 (setenta) anos de idade, que comprovem ter experiência de no mínimo cinco anos em atividades rurais nos últimos 15 anos ou ainda jovens e menores de 18 anos desde que estejam devidamente emancipados.
Os investimentos para os contemplados serão, aquisição de imóveis rurais, projetos de infraestrutura básica produtiva, executadas pelas associações de beneficiários de Crédito Fundiário e Serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER).
Estiveram no evento, o vereador Henrique Guerra, representando o poder legislativo gilbueense, os Engenheiros Agrônomos Ênio Andrade e Alberto Laurindo representantes da Secretaria Municipal de Agricultura de Gilbués e representando a classe rural, a agricultora Rosângela Fonseca. 
“A busca por parcerias, a regularização fundiária e o incentivo ao crédito, essencialmente para os pequenos produtores deve ser um dos pontos principais das políticas públicas para melhorar a qualidade de vida de homens e mulheres do campo, sabemos que a agricultura familiar é muito importante para a economia e o nosso objetivo é incentivá-la sempre”, falou o Engenheiro Agrônomo Ênio Andrade, Coordenador de Agricultura Familiar da prefeitura de Gilbués.



Todas as notícias